Região dos Lagos movimenta mercado imobiliário

Região dos Lagos movimenta mercado imobiliário

Os anos de 2015 e 2016 certamente não deixarão saudades para o mercado brasileiro. 2017, por sua vez, chegou prometendo melhoras, mas ainda deve resultados mais consistentes.

A região dos Lagos, no Rio de Janeiro, que abrange as cidades de Cabo Frio, Búzios e Arraial do Cabo, nada contra as estatísticas negativas e segue crescendo.

Há alguns anos, o mercado imobiliário da região era movimentado majoritariamente pelas locações de temporada. Isso mudou muito nos últimos anos e as construtoras têm tentado acompanhar a demanda por moradia.

No que se refere ao mercado de trabalho, esse cenário é importantíssimo. Faz com que oportunidades de emprego se mantenham no campo da construção civil, mas também no comércio das cidades, principalmente em lojas de materiais de construção, acabamentos e também nas áreas de arquitetura e decoração.

A grande procura por residências acarretou em real valorização dos imóveis da localidade. Se o desejo é alugar um imóvel em Cabo Frio, por exemplo, é preciso saber que em alguns bairros o acréscimo de valor chega a 20%. Entre as três cidades da região dos Lagos, Cabo Frio é a que apresenta números mais expressivos.

Região paradisíaca…e mais barata

Os novos moradores da região dos Lagos são, principalmente, pessoas que habitavam cidades maiores da região. A escolha por mudar de endereço passa pela busca por melhor qualidade de vida.

A razão, no entanto, também é financeira. O metro quadrado de um apartamento em Cabo Frio custa em média três vezes menos do que um imóvel na zona sul da cidade do Rio de Janeiro.

Também é preciso levar em consideração que o custo de vida na região dos Lagos é inferior a da cidade do Rio de Janeiro e os índices de violência são baixos. A junção de melhores condições de vida e economia se mostra, assim, bastante atrativa.

Cabo Frio, Búzios e Arraial do Cabo têm apresentado bons índices de Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), levantamento da ONU cujo cálculo se baseia na longevidade da população, nível educacional e renda per capita. Para os próximos anos, a expectativa de crescimento é positiva.

Apesar dos dados e índices, é a vida da região dos Lagos que realmente atrai turistas e moradores. Difícil resistir a:

  1. Praias paradisíacas: águas transparentes, areia branquinha, vista de tirar o fogo. Como se isso não bastasse, a região tem praias para quem quer tranquilidade em família, badalação e boas ondas, e também nudismo.
  2. História e cultura: séculos de história fazem com que a região possua igrejas e imóveis históricos para serem visitados.
  3. Bares e gastronomia: nem só de praia vive quem visita a região. A movimentação dos bares e restaurantes garante bons momentos tanto durante o dia quanto durante a agitada noite.

Perfil do comprador

No decorrer dos anos, dois são os tipos de pessoas que investem com mais frequência na compra de imóveis na região.

Primeiro, há quem já possui imóvel próprio e deseja investir em um novo empreendimento. Nesse caso, costuma-se optar por apartamentos que serão alugados para temporada.

O segundo perfil, por sua vez, é formado por pessoas que pretendem morar na região após a aposentadoria, e usufruir da qualidade de vida que a localidade proporciona.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *