Browsed by
Categoria: Mercado Imobiliário

Veja qual tipo de financiamento imobiliário se encaixa melhor no seu perfil

Veja qual tipo de financiamento imobiliário se encaixa melhor no seu perfil

Você está pensando em comprar um apartamento ou uma casa mas não tem todo o capital? Ou talvez tenha só uma parte para dar de entrada? E vai ter que recorrer a um financiamento mas não entende muito bem como funciona?

Então, vou tentar te explicar algumas formas de financiamento e pode ser que eu consiga tirar algumas de suas dúvidas e você vai poder escolher qual é o melhor financiamento. É necessário analisar cada um com muito cuidado, quais são as taxas de juros, qual o prazo do financiamento, etc e principalmente se as prestações vão caber no seu bolso.

Seria interessante você saber a diferença entre amortização e correção monetária. Amortização se refere à forma que o valor emprestado pelo banco será pago e correção monetária seria a correção das prestações e do saldo devedor.

Primeiro, vamos entender as formas que os bancos oferecem para quitar as dívidas:

SAC – Sistema de Amortização Constante

Nesse caso, você paga no início prestações mais altas e as prestações vão diminuindo.

SACRESistema de Amortização Crescente

As prestações são fixas, a taxa de amortização aumenta e os juros diminuem.

TP – Tabela Price

O valor da prestação é constante, logo, a amortização da parte principal da dívida aumentará no decorrer do financiamento.

Sistema Financeiro de Habitação – SFH

É feito pelo Governo Federal e é mantido pelos recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimos (SBPE) e do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Para que se consiga esse tipo de financiamento é necessário um valor máximo do imóvel, o que varia de estado para estado. Por exemplo, em São Paulo e Rio de Janeiro esse valor é de 750 mil reais.

E é sempre bom lembrar que a prestação nunca pode ser maior do que 30% de sua renda e a duração do financiamento é de 35 anos.

Minha Casa Minha Vida

É também feito pelo Governo Federal e é destinado para famílias de baixa renda. Famílias que possuem uma renda de até R$1.600,00, podem conseguir um financiamento de até 95% do valor do imóvel e a duração do financiamento é de 10 anos.

Para aquelas famílias que recebem até R$ 5.000,00, não há esse benefício mas os juros são bem baixos e o prazo de quitação da dívida é de até 30 anos. Os funcionários públicos conseguem, através da Caixa Econômica Federal ou do Banco do Brasil, financiamento com taxa de 5% ao ano e podendo pagar em até 180 meses.

E é sempre bom lembrar que é possível usar seu FGTS para dar entrada no financiamento, amortizar o saldo devedor, pagar até 80% do valor da prestação ou quitar o saldo devedor.

Pode parecer um pouco complicado mas o ideal é que você entre em contato com o seu banco ou mesmo se dirigir a uma das agências da Caixa ou Banco do Brasil e com certeza vão te explicar bem detalhadamente.

Agora, se você tiver guardado um dinheiro para dar de entrada, as taxas de juros podem diminuir bastante e o valor das parcelas podem se encaixar bem melhor. É claro que muitas pessoas por sonharem tanto em ter a casa própria se comprometem e no meio do caminho não conseguem arcar com todas as despesas e acabam tendo que entregar o imóvel.

Por isso tudo, faça tudo com bastante calma! Com certeza vai encontrar um imóvel que ofereça as melhores condições e que ao mesmo tempo atenda a todas as suas necessidades.

E você sabia que imóveis na planta, as taxas de juros são menores? Se você tiver tempo de esperar, talvez fosse uma opção.

Boa Sorte para você na sua procura!

Vai mudar para Macaé, que tal alugar um imóvel?

Vai mudar para Macaé, que tal alugar um imóvel?

Você acabou de conseguir um emprego e está se mudando para Macaé? Ou tem ouvido falar tão bem da cidade que resolveu buscar uma melhor qualidade de vida? Macaé é uma cidade do norte fluminense e muitas pessoas optam por trabalhar em Macaé e continuar morando no Rio de Janeiro. Fica a uma distância de cerca de 182 km.

Por esse motivo, preferem partir para um aluguel em Macaé. Como ainda é um local que ainda não conhecem muito bem, têm receio de investir e preferem alugar do que comprar. É uma cidade que vem crescendo muito nos últimos tempos em razão da exploração do petróleo.

A cada dia há um lançamento de um empreendimento imobiliário e com isso mais e mais ofertas de aluguel na região. Por ser um grande centro comercial, há também a procura muito grande por aluguel de salas e lojas comerciais.

Você pode até estar se perguntando que deve ser caro morar em Macaé, inclusive o custo de vida. Olha, realmente o custo de vida é um pouco alto mas compensa. Macaé vai te dar tanto retorno que vale a pena pagar um pouquinho a mais no aluguel.

E sem falar nas mais variadas ofertas de emprego disponibilizadas. Se parar para pensar, todas essas pessoas ao ocuparem seus cargos precisarão de um apartamento ou casa para morar. E, como já falei, preferem o aluguel até se adaptarem ao local.

E dando tudo certo, muitos acabam mesmo por comprar um imóvel em Macaé. Mas faça tudo com bastante calma. Ao optar por um aluguel em Macaé te dará a oportunidade de ir conhecendo a cidade, pesquisar os melhores bairros, as localidades com maior infraestrutura, etc.

A princípio há uma demanda bem grande por imóveis menores, pois na maioria das vezes são solteiros ou chefes de família que optaram em morar na cidade sozinhos para depois trazer suas famílias. E sem falar nas suas áreas de lazer: muitas praias, parques, restaurantes, etc.

Possui uma infraestrutura formidável, como por exemplo, linhas de ônibus para todo o país e inclusive conta com um aeroporto. Antes de alugar, a melhor coisa que você tem a fazer é fazer uma pesquisa. Se for morar sozinho, veja a distância até o trabalho e o que te oferece nas proximidades, como mercado, restaurante, farmácia,  redes de transportes, etc.

Agora, se for com a sua família seria legal verificar se tem bom comércio por perto, hospitais e sem esquecer também de conhecer várias escolas. Como já falei, existem imóveis para alugar em Macaé para diferentes perfis. E, com certeza você encontrará um que vai caber no seu bolso, sem comprometer seu orçamento.

Não precisa ter pressa! E se você acha melhor alugar uma casa, opção é o que não vai faltar. Casas em condomínios fechados com total infraestrutura para você e sua família. A cidade de Macaé tem atraído muitos investidores, em busca de um bom negócio. E, na verdade é um bom negócio.

Eles acabam comprando seja um apartamento ou uma casa e em pouco tempo já conseguem alugar, pois a demanda é grande. Vale a pena ir conhecer a cidade! Passe um fim de semana e sinta o local. Mas já posso te garantir que você vai ficar surpreso com tudo que a cidade de Macaé pode lhe proporcionar.

Não deve nada a nenhuma grande capital de estado. E só em pensar na qualidade de vida que você e sua família terão, não tem que pensar duas vezes. Planeje-se, converse com pessoas que já moram lá há mais tempo, com donos de pequenos negócios, etc. Elas já possuem uma certa experiência e vão poder te ajudar.

Boa Sorte nessa pesquisa por aluguel em Macaé!

Encontre um bom apartamento para alugar em Campos dos Goytacazes

Encontre um bom apartamento para alugar em Campos dos Goytacazes

Está procurando um apartamento para alugar em Campos dos Goytacazes? Você nem imagina as opções que terá!

Existem imóveis para diferentes perfis, basta encontrar o que mais se adapta ao seu.

Dependendo do que você pretende, pode optar por um mais perto do centro ou mais afastado.

Muitas pessoas estão preferindo alugar do que comprar um imóvel. De repente, possuem até capital para comprar mas acham melhor deixar aplicado e com uma parte da aplicação pagam o aluguel.

Pode ser que você até tenha em mente comprar mas ainda está muito indeciso. Então, por que não alugar um apartamento em Campos dos Goytacazes, em um bairro de sua preferência, e fazer uma experiência?

Assim, poderá avaliar todos os prós e contras, como é a infraestrutura do local, se possui uma boa acessibilidade, comércio perto, etc. E, verá se vai atender às suas necessidades ou não.

Caso não possua o capital necessário até para dar uma entrada em um apartamento, o ideal mesmo é alugar.

Em Campos dos Goytacazes há uma oferta bem grande de locações. Como é uma cidade que cresceu muito, vários empreendimentos foram lançados, muitos com o objetivo de serem colocados para alugar.

Algumas pessoas acham que pagar aluguel é dinheiro jogado fora, mas como é preciso um valor bem alto para comprar um imóvel e algumas não têm ou terão que recorrer a um financiamento, preferem mesmo é alugar.

Se hoje você não tem condições financeiras de comprar um apartamento, siga essa dica: poupe (saiba como aqui). Continue no aluguel e a cada mês vá poupando uma certa quantia até atingir o total necessário para dar entrada em um imóvel para chamar de seu.

Agora, para quem está procurando um apartamento para alugar

  • Pesquise com muita calma e escolha o melhor que se adapta ao seu perfil.
  • É muito importante a localização.
  • Visite o imóvel mais de uma vez, e se possível em diferentes horários.
  • Pergunte aos vizinhos quanto à segurança.
  • Veja se o valor do aluguel, incluindo as taxas de condomínio e IPTU cabem no seu bolso. Lembre-se que, esse valor não pode ser maior do que 30% do seu rendimento.
  • É necessário ter, no mínimo, 18 anos de idade.
  • É preciso comprovar a renda, seja pelo contracheque ou extrato do imposto de renda.
  • Certifique-se que o locador é o dono do imóvel.
  • O ideal é fazer uma vistoria antes de pegar as chaves. Veja se tudo está em ordem, como fechaduras das portas, torneiras do banheiro, aquecedor, se há furos na parede, etc. Tire fotos ou grave um vídeo.
  • Teste a parte hidráulica e elétrica.
  • Leia muito bem o contrato e analise muito bem o que cabe a você e o que cabe ao locatário, bem como término, multas, etc.
  • Para que você saiba, o reajuste é anual.
  • Preste muita atenção pois algumas despesas do condomínio, as chamadas cotas extras, cabem ao proprietário.
  • Procure por uma administradora idônea.

Pelo que você viu, é preciso saber direitinho como tudo funciona e assim evitará muita dor de cabeça.

O ideal é visitar vários imóveis, pois assim você terá como compará-los.

Agora, se a sua ideia é alugar um apartamento para temporada, os cuidados são basicamente os mesmos e verifique se tudo está funcionando perfeitamente.

Faça uma lista e coloque as vantagens e as desvantagens de cada um. Com certeza, encontrará o melhor para você e sua família.

Como já disse anteriormente, em Campos dos Goytacazes o que não falta são apartamentos para alugar. Pense se é melhor morar mais perto do centro ou mais afastado, por exemplo, se é importante para você ter escolas, farmácias, mercados mais próximos ou não.

Como encontrar um bom terreno em Cabo Frio?

Como encontrar um bom terreno em Cabo Frio?

Cabo Frio é considerada uma das principais cidades da região dos Lagos no estado do Rio de Janeiro. No passado, a cidade tinha mais características de uma cidade interiorana, mas com a construção da ponte Rio-Niterói, a cidade se popularizou, recebendo escolas, faculdades, bancos, hipermercados, shoppings e outros comércios.

Mas se você acha que isso desvalorizou a cidade, está completamente enganado, a verdade é que a cidade tornou-se mais valorizada e procurada por muitas pessoas que buscam uma cidade com qualidade de vida para viver com sua família.

E se a cidade é valorizada, nada melhor do que investir nela, não é mesmo?

A busca por terrenos em Cabo Frio é cada vez maior exatamente devido à valorização da cidade e de seus principais bairros.

Como encontrar o terreno?

Cabo Frio é uma cidade que cada vez tem mais interessados na compra de terrenos ou casa/apartamento, mas afinal, você sabe como escolher o terreno para comprar e construir?

Diversos blogs na internet detalham sobre esse assunto, então você sempre terá novas dicas para encontrar o terreno perfeito para você construir sua casa, seja em Cabo Frio ou outra cidade que desejar.

Para encontrar o terreno perfeito é preciso que você analise as seguintes condições:

A face norte

O terreno está melhor posicionado se ele estiver direcionado para a face norte com relação ao sol. Para conseguir se localizar, faça o seguinte: olhe para a frente do terreno e veja se o sol nasce do lado esquerdo do terreno e se põe do lado direito.

Nível do terreno

Quando você for escolher um terreno em Cabo Frio, preste atenção se ele está no nível da rua, ou um nível acima, assim você evitará que quando ocorrer uma chuva mais forte, o seu terreno alague.

Além disso, se sua casa ficar mais baixa do que o nível da rua, ficará parecendo que ela está enterrada.

Infraestrutura

Pesquise também se na rua que você for comprar o terreno já está disponível sistema de água e esgoto, energia elétrica e sinal de telefone e internet.

Imediações

É importante também que você verifique se o terreno que você está comprando em Cabo Frio fica próximo de supermercado, farmácia, banco e casa lotérica. Além de locais públicos como ponto de ônibus, hospital, posto de saúde, escola, creche e posto policial.

Observe também a distância entre a rua do terreno e as principais vias da cidade, além de rodovia, aeroporto ou indústria, pois, caso haja muito barulho, isso poderá incomodar você e sua família, e a casa dos sonhos irá se tornar um pesadelo.

Para mais informações sobre terreno em Cabo Frio, entre em contato conosco.

Região dos Lagos movimenta mercado imobiliário

Região dos Lagos movimenta mercado imobiliário

Os anos de 2015 e 2016 certamente não deixarão saudades para o mercado brasileiro. 2017, por sua vez, chegou prometendo melhoras, mas ainda deve resultados mais consistentes.

A região dos Lagos, no Rio de Janeiro, que abrange as cidades de Cabo Frio, Búzios e Arraial do Cabo, nada contra as estatísticas negativas e segue crescendo.

Há alguns anos, o mercado imobiliário da região era movimentado majoritariamente pelas locações de temporada. Isso mudou muito nos últimos anos e as construtoras têm tentado acompanhar a demanda por moradia.

No que se refere ao mercado de trabalho, esse cenário é importantíssimo. Faz com que oportunidades de emprego se mantenham no campo da construção civil, mas também no comércio das cidades, principalmente em lojas de materiais de construção, acabamentos e também nas áreas de arquitetura e decoração.

A grande procura por residências acarretou em real valorização dos imóveis da localidade. Se o desejo é alugar um imóvel em Cabo Frio, por exemplo, é preciso saber que em alguns bairros o acréscimo de valor chega a 20%. Entre as três cidades da região dos Lagos, Cabo Frio é a que apresenta números mais expressivos.

Região paradisíaca…e mais barata

Os novos moradores da região dos Lagos são, principalmente, pessoas que habitavam cidades maiores da região. A escolha por mudar de endereço passa pela busca por melhor qualidade de vida.

A razão, no entanto, também é financeira. O metro quadrado de um apartamento em Cabo Frio custa em média três vezes menos do que um imóvel na zona sul da cidade do Rio de Janeiro.

Também é preciso levar em consideração que o custo de vida na região dos Lagos é inferior a da cidade do Rio de Janeiro e os índices de violência são baixos. A junção de melhores condições de vida e economia se mostra, assim, bastante atrativa.

Cabo Frio, Búzios e Arraial do Cabo têm apresentado bons índices de Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), levantamento da ONU cujo cálculo se baseia na longevidade da população, nível educacional e renda per capita. Para os próximos anos, a expectativa de crescimento é positiva.

Apesar dos dados e índices, é a vida da região dos Lagos que realmente atrai turistas e moradores. Difícil resistir a:

  1. Praias paradisíacas: águas transparentes, areia branquinha, vista de tirar o fogo. Como se isso não bastasse, a região tem praias para quem quer tranquilidade em família, badalação e boas ondas, e também nudismo.
  2. História e cultura: séculos de história fazem com que a região possua igrejas e imóveis históricos para serem visitados.
  3. Bares e gastronomia: nem só de praia vive quem visita a região. A movimentação dos bares e restaurantes garante bons momentos tanto durante o dia quanto durante a agitada noite.

Perfil do comprador

No decorrer dos anos, dois são os tipos de pessoas que investem com mais frequência na compra de imóveis na região.

Primeiro, há quem já possui imóvel próprio e deseja investir em um novo empreendimento. Nesse caso, costuma-se optar por apartamentos que serão alugados para temporada.

O segundo perfil, por sua vez, é formado por pessoas que pretendem morar na região após a aposentadoria, e usufruir da qualidade de vida que a localidade proporciona.

Mercado imobiliário: o que busca o comprador carioca?

Mercado imobiliário: o que busca o comprador carioca?

Quem acompanha o andamento do mercado imobiliário sabe que nos últimos dois anos os lançamentos diminuíram e que aqueles que estão tentando vender sua casa ou apartamento têm enfrentado grandes dificuldades. Têm imóveis que foram colocados à venda pelo proprietário há mais de um ano, e nada de um comprador aparecer.

A crise é fator crucial para os problemas do mercado imobiliário, não há dúvida. No entanto, é preciso compreender quem são as pessoas interessadas em adquirir imóveis atualmente. Qual é, afinal, o perfil do comprador de imóveis?

De modo geral, as pessoas dispostas a adquirir um imóvel são jovens e solteiras. Nos últimos três anos, mais de 40% dos consumidores que buscavam pela primeira casa própria iriam morar sozinhos. Além de morarem sozinhas, muitas pessoas optam por imóveis menores por eles estarem localizados próximo do trabalho, o que é crucial para fugir do trânsito das grandes cidades.

Ainda que exista uma tendência geral, estima-se que cada estado possua um perfil de comprador. Enquanto os paulistas têm preferido apartamentos na região central e os gaúchos apresentam predileção por construções mais tradicionais, os consumidores do Rio de Janeiro têm um comportamento bastante particular.

O que busca o comprador carioca?

Considerando os índices gerais, os cariocas têm a tendência de se endividarem, gastando quase 20% a mais do que ganham. Isso compromete brutalmente o planejamento que comprar um imóvel exige, mas mesmo assim os cariocas costumam optar por bastante conforto no momento de adquirir. Isso inclui boa localização, proximidade do metrô e boas opções de lazer, no caso dos apartamentos.

No que se refere ao gênero, quase 70% dos compradores são homens, solteiros, com nível superior, pouco mais de trinta anos e renda mensal entre oito e nove mil reais.

Quando o assunto é fechar negócio, os compradores ponderam um pouco. A concretização da compra leva de três a quatro meses e a preferências costuma ser por imóveis localizados na mesma área em que o consumidor mora, comportamento comum mesmo para aqueles que irão adquirir o primeiro imóvel.

Ainda que parte considerável dos cariocas gaste mais do que ganha, eles comprometem cerca de 35% da renda com o valor da parcela do imóvel. Essa porcentagem é superior a de todos os outros estados, visto que em São Paulo e na Bahia, por exemplo, a média é de 31%. Os especialistas não indicam o comprometimento de mais de 30% da renda, pois o risco de não conseguir arcar com o compromisso cresce consideravelmente.

Há mais uma particularidade interessante do consumidor carioca. Enquanto nos outros estados os compradores solteiros não adquirem imóveis tendo em vista a possibilidade de aumentar a família, os cariocas levam em consideração, quando procuram pelo imóvel, o desejo de ter filhos futuramente.

Esse é um aspecto bastante importante, pois considerar apenas o momento presente, e não os planos para o futuro, representa um erro bastante comum das pessoas que buscam o primeiro imóvel.

E como está 2017?

O mercado tem buscado identificar o perfil dos compradores para adaptar seus lançamentos.

Nos primeiros meses de 2017, por exemplo, houve baixo número de lançamentos de imóveis de alto e médio padrão, o que é importante para reduzir o número de ofertas disponíveis.

Ainda que o brasileiro não tenha recuperado satisfatoriamente o emprego e a renda, 2017 é apontado como o ano em que o pior já passou. Aposta-se em melhora significativa no segundo semestre, com destaque para os apartamentos pequenos, com metragem entre 45 e 65 metros quadrados, valor em torno de R$500 mil reais, boa localização e oferta de certos confortos, como academia.

Contribuem para as boas perspectivas a diminuição das taxas de juros e a liberação do FGTS das contas inativas, o qual pode ser utilizado no financiamento da casa própria.